Mobilizações

on .

Não à Violência - Ações pela Cultura de Paz

Organizações nacionais e internacionais mobilizam a sociedade para a não violência e participação em ações pela Cultura de Paz.

A internet tem sido um rápido e excelente meio de divulgação e engajamento das pessoas nas mobilizações.

Acompanhe o que está acontecendo e dê sua colaboração.

 

Gente empenhada em mudar o mundo

on .

As freqüentes notícias sobre corrupção, assaltos, miséria, violência de todo o tipo, dão a impressão que o mal impera no país. Porém, há muita gente e muitas organizações trabalhando incansavelmente pela justiça, pelos direitos humanos, pelo desenvolvimento sustentável, pela renovação.

É preciso que se dê visibilidade às lideranças positivas, aos avanços que acontecem em todas as áreas para que sejam conhecidos e valorizados.

O Guaxupaz, à medida do possível, tem divulgado o trabalho de pessoas e organizações que são exemplo de ações construtivas para um mundo melhor.

Na entrada do novo ano, destacaremos personalidades contempladas com o Prêmio Agentes Transformadores e a relação de organizações mobilizadas em prol dos direitos humanos.

Prêmio Shift Agentes Transformadores

CONHEÇA OS VENCEDORES E TODAS AS HISTÓRIAS 

O Prêmio Shift Agentes Transformadores recebeu inscrições de histórias maravilhosas, de pessoas que realizam transformação positiva através de suas iniciativas. Parabenizamos todos os inscritos e divulgamos aqui os dez mais votados, por ordem:

http://shift.org.br/historia 

1º Promovendo a mudança positiva

Aline Mello - criadora do projeto Motivar

Meu nome é Aline Mello sou atleta e moro em Natal-RN sou moradora de uma dessas tantas comunidade Brasil a fora, desde muito jovem me sentia meio perdida e acuada diante de todo caos social e me perguntava o que causou tudo isso, então encontrei minha missão, promover uma mudança positiva na sociedade, entao fundei o Projeto Motivar onde trabalho com crianças e ...
Leia Mais!

2º A psicanalista da esperança

Natthalia Paccola - psicanalista

Meu nome é Natthalia Paccola e há dois anos sou mediadora de mensagens de uma vida melhor através da fanpage Fãs da Psicanálise. Agregar qualidades positivas para a minha vida foi o propósito quando comecei a guardar imagens e frases nessa página. Acontece que mais de 350 mil pessoas se identificaram com meu propósito e vivenciam essas ...
Leia Mais!

3º A investigadora da comida industrializada

Francine Lima - jornalista

Como jornalista, sempre me incomodou o vai-e-vem de informações contraditórias sobre saúde veiculadas pela mídia. Em 2013, resolvi olhar no olho das pessoas e perguntar se elas realmente sabiam o que andavam comendo. Criei o canal "Do campo à mesa" no YouTube e no Facebook para provocar um olhar mais atento sobre o mercado de alimentos. Analisando ...
Leia Mais!

4º A sustentabilidade aliada à transformação social

Claudia Troncoso - Presidente na Associação Brasileira de Redistribuição de Excedentes - ABRE

ABRE Dar não é doar! Já pensou que aquilo que você não quer ou não usa mais pode não ser tão bem aproveitado por quem recebe? A ABRE acredita que a reciclagem não é o melhor e nem o único caminho para a sustentabilidade! Nossa proposta é encaminhar os materiais recebidos como doação para ...
Leia Mais!

5º Praticando a gratidão

Deborah Dubner

UM AGRADECIMENTO POR DIA no Facebook - tenho esta prática desde outubro de 2010 (há quatro anos). Aos poucos isso foi contagiando outras pessoas, hoje já perdi a conta de quantos fazem #umagradecimentopordia. Conheço vários, mas nao todas as pessoas. É uma prática simples e profunda. É realmente um shift na forma de ver o mundo, na escolha ...

Leia Mais!

6º A desbravadora do jornalismo socioambiental

Liliana Peixinho - jornalista

Como jornalista, ativista socioambiental, free lancer, criei e mantenho, por conta própria, sem renda certa, desempregada e com problemas financeiros e de saúde, diversas mídias socioambientais: MIDIA ORGÂNICA; Movimento AMA - Amigos do Meio Ambiente; REAJA - Rede de Ativismo em Jornalismo Ambiental; RAMA - Rede de Articulação e Mobilização em Comunicação Ambiental; Catadora de Sonhos; ...
Leia Mais!

7º A educação como caminho para a felicidade

Leo Fraiman - psicoterapeuta e educador

Meu nome é Leo Fraiman e sou psicoterapeuta, educador e autor da Metodologia OPEE. Tive dificuldade em escolher uma profissão. Gostava de muitas opções e, sobre tudo o que eu considerava fazer, alguém falava sobre os problemas, do mercado de trabalho restrito, do alto grau de exigência, etc., e raras vezes ouvia uma palavra de incentivo. A primeira ...
Leia Mais!

8º Promovendo o turismo responsável

Silvia Basile - presidente-fundadora da Associação Férias Vivas

Silvia Basile é presidente-fundadora da Associação Férias Vivas, por meio da qual defende a causa da prevenção e segurança no turismo. Palestrante, conferencista e autora de inúmeros artigos sobre o tema, é também Coordenadora da Comissão de Estudos de Gestão da Segurança do Comitê Brasileiro de ...
Leia Mais!

9º A mulher que desperta talentos adormecidos

Ester Rosenberg Tarandach - fundadora do Grupo Chaverim

AGENTE TRANSFORMADOR: ESTER ROSENBERG TARANDACH " O que me importa é a causa. Eu não preciso aparecer, desde que a causa se mantenha.” Escrevo pela minha mestra e querida amiga Ester Tarandach, uma mulher que veio ao mundo com uma função: fazer a diferença na vida daqueles que podem mas não sabem que podem. Daqueles que por serem diferentes ...
Leia Mais!

10º A contadora de histórias

Andréa Alves de Ascenção - criadora do projeto "1 por cento da Sé Square: Onde a luz verde precisa se cercar de energia"

Na reportagem-retrato "1 por cento da Sé Square: Onde a luz verde precisa se cercar de energia", conto a história de vários agentes transformadores (Anderson, um doador de sangue; Seu Nivaldo e Seu Paulo, comerciantes que oferecem alimentação, trabalho, carinho, etc a moradores de rua; professores e alunos da PUC que prestam serviços durante a Feira da ...
Leia Mais!

Organizações comprometidas com a causa dos Direitos Humanos

Veja na relação abaixo quantas organizações se mobilizam pelos Direitos Humanos, sem nos esquecermos, que é preciso também, conscientizar a população que, paralelamente aos direitos, há também os deveres a serem cumpridos.

ACAT Brasil

Ação dos Cristãos contra a Tortura

Anistia Internacional Brasil

CDH Centro de Direitos Humanos

CEJIL
Centro pela Justiça e o Direito Internacional

Centro de Defesa de Direitos Humanos
Petrópolis – RJ

Centro de Defesa da Vida Herbert de Souza

Centro de Informações das Nações Unidas no Brasil

Centro de Justiça Global

Centro de Direitos Humanos e Educação Popular de Campo Limpo CDHEP

Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos SP

CBJP
Comissão Brasileira Justiça e Paz

Comissão Teotônio Vilela

Conselho Estadual de Direitos Humanos de Minas Gerais

DHESC Brasil

Fundo Brasil de Direitos Humanos

FENDH 
Fórum Nacional de Entidades Nacionais de Direitos Humanos

Guia Municipal Direitos Humanos
Juiz de Fora – MG

IBAM Direitos Humanos
Municípios na Garantia dos Direitos Humanos- Brasil

IDH
Fundação Instituto de Direitos Humanos

Instituto Brasil Central IBRACE

Instituto São Paulo contra a Violência

Instituto de Desenvolvimento e Direitos Humanos IDDH SC

Instituto Defensores de Direitos Humanos – IDDH

Instituto de Desenvolvimento Humano Sustentável – IDHS

Juspopuli Escritório de Direitos Humanos

MNDH
Movimento Nacional de Direitos Humanos

NEV Cidadão – Guia de Direitos SP

NEV/USP
Núcleo de Estudos da Violência

Núcleo de Direitos Humanos – Departamento de Direito PUC-Rio

Observatório das Violências Policiais SP

Pastoral Carcerária

Portal Rumo a Tolerância

Rede Social
de Justiça e Direitos Humanos

Terra de Direitos

Há muitas outras organizações, em relações classificadas, que poderão ser conhecidas acessando o site DHNET – Direitos Humanos Na Internet.

Este site é uma ampla fonte de pesquisa sobre Direitos Humanos.

 

 

 

Conquistas da Avaaz em diversas partes do mundo

on .

A Avaaz é uma rede de campanhas global de 41 milhões de pessoas que se mobiliza para garantir que os valores e visões da sociedade civil global influenciem questões políticas nacionais e internacionais. ("Avaaz" significa "voz" e "canção" em várias línguas). Membros da Avaaz vivem em todos os países do planeta e a nossa equipe está espalhada em 18 países de 6 continentes, operando em 17 línguas. Saiba mais sobre as nossas campanhas aqui, nos siga no Facebook ou Twitter.

Para entrar em contato com a Avaaz, escreva pelo link www.avaaz.org/po/contact

Membros da AVAAZ contabilizam conquistas :

Ajudamos a garantir o primeiro plano europeu sobre imigração 

Depois que milhares de pessoas em busca de asilo morreram afogadas no Mar Mediterrâneo no início deste ano, finalmente a Comissão Europeia propôs um Plano de Imigração para fazer com que todo o continente compartilhe a responsabilidade por resgatar, reassentar e relocar refugiados. Entramos em ação para apoiar a iniciativa da seguinte forma:

• Primeiro, arrecadamos US$500 mil dólares e doamos o dinheiro para a missão de resgate privada mais eficaz do Mediterrâneo, a Migrant Offshore Aid Station (MOAS), que já salvou 7 mil pessoas em 2015. Também apoiamos uma organização local que ajuda crianças refugiadas desacompanhadas. Na Grécia, membros da Avaaz se prontificaram a ajudar as crianças e se tornaram voluntários pela causa.
• Em seguida, usamos recursos doados pelos nossos membros para executar uma missão de ajuda da Avaaz nas ilhas gregas – onde famílias sírias chegam todos os dias em barcos quase caindo aos pedaços – para fornecer roupa de cama e kits de saúde a milhares de pessoas. Busque inspiração no blog de Mike Baillie, colaborador da Avaaz.

• Ao mesmo tempo, montamos uma Rede de Voluntários Europeus para Refugiados. Mais de 1.600 membros da Avaaz já estão ajudando em programas em todo o continente. Na Grécia, Malta e Itália, estamos ajudando com a integração de famílias que chegam pelo mar. Na Alemanha e na França, membros da Avaaz estão abrindo as portas de suas casas para refugiados e, no Reino Unido, estão apoiando sírios a voltar à vida normal.

• Também fizemos pressão – 450 mil membros da Avaaz na União Europeia pediram medidas urgentes em uma petição entregue a todos os chefes de Estado e ao Comissário europeu em matéria de migração. Além disso, 65 mil membros enviaram mensagens pessoais para ministros, além da campanha que chamou a atenção do mais alto escalão do governo. Um assessor do presidente da Comissão Europeia nos escreveu agradecendo por nossa “bela iniciativa”.

• Quando, depois de semanas de estagnação, descobrimos que a Polônia, a Áustria e a Espanha estavam bloqueando um acordo, inundamos seus ministérios com telefonemas. Voluntários da Avaaz fizeram um vídeo especialmente para o ministro espanhol para assuntos de refugiados mostrando o apelo de cidadãos sírios, que bombou na mídia espanhola.

Juntos, mostramos aos líderes que o público europeu quer ajudar as pessoas vulneráveis que fogem da guerra, rebatendo com atos de compaixão a narrativa xenófoba que permeia o discurso. Agora, um acordo foi selado: a União Europeia triplicou o orçamento de busca e resgate no Mediterrâneo e vai oferecer abrigo a mais de 50 mil pessoas que fogem de guerras. É o primeiro passo, mas a magnitude desta crise humanitária nos obriga a continuar pressionando líderes para aumentar as rotas seguras para a Europa – é a melhor maneira de ajudar famílias desesperadas e deter o tráfico ilegal.

Organizamos uma carta de grandes economistas para Merkel contra a austeridade grega

Quando os gregos disseram “não” no referendo sobre mais medidas de austeridade e a União Europeia ameaçou chutar a Grécia para fora da zona do euro, a Avaaz coordenou uma carta aberta à Merkel escrita por cinco dos principais economistas do mundo atual, incluindo Thomas Piketty e Jeffrey Sachs. Anexada a uma petição da Avaaz com 530 mil assinaturas na Europa, a carta foi parar em todos os jornais da Alemanha e deu a volta ao mundo. Ela teve um impacto tão forte que, a pedido do Ministro das Finanças da Alemanha, seu economista-chefe escreveu uma resposta em um jornal de grande circulação do país. O debate está acirrado e vamos continuar levando adiante ações para mudar o ponto de vista econômico vigente na Alemanha, país com a maior possibilidade de libertar a Grécia de uma austeridade ainda mais fracassada e esmagadora.

Campanha Escolha a Calma

on .

Você teve um dia exaustivo e, dirigindo de volta pra casa, uma pessoa breca repentinamente e você bate na traseira do carro dela…escolha a calma.Você tem 5 minutinhos pra passar no banco, vai ao caixa eletrônico, que está em manutenção, resolve ir ao caixa da agência, mas a porta de segurança não te dá passagem por causa de alguma moeda escondida sabe-se lá onde. Você finalmente entra, tem só uma senhora na sua frente, mas ela tem dificuldades de audição e está com um calhamaço de contas pra pagar…escolha a calma. 

As visitas estão quase chegando à sua casa e você ainda está na fila do supermercado. A pessoa à sua frente conclui a compra, mas resolve adquirir créditos para o celular; a funcionária do caixa é nova, está em treinamento e não consegue fazer a operação… escolha a calma.

“Escolha a Calma” é uma campanha de utilidade pública que promove a escolha consciente pela paz e não-violência na sociedade.

Com base na reflexão e na prática de 12 valores – amor, perdão, tolerância, confiança, respeito, humildade, paciência, flexibilidade, humor, compaixão, cooperação e gentileza, oferece ferramentas que ajudam as pessoas a superarem o medo e a raiva e a escolher a calma nas situações do dia-a-dia.

Escolha a Calma é uma campanha de caráter permanente e sem fins lucrativos.


Iniciativa

Escolha a Calma é uma iniciativa da Brahma Kumaris, organização internacional que tem como objetivo a revalorização do ser humano para a construção de um mundo melhor.Com sede mundial na Índia, possui 8.500 escolas em mais de 120 países. Sem fins lucrativos, sua atividade é mantida por serviço voluntário e contribuições espontâneas.

Em razão do seu trabalho pela paz, a Brahma Kumaris recebeu da ONU – Organização das Nações Unidas, o título Mensageiros da Paz.

Conheça na integra a Campanha Escolha a Calma acessando o link:

www.escolhaacalma.org.br

 

 

 

ONDAS DE PAZ PELA RÁDIO COMUNITÁRIA DE GUAXUPÉ

on .

 

O Movimento de Cultura de Paz- Guaxupaz, desde o seu início, conta com o apoio da Rádio Comunitária 87 FM de Guaxupé. No ano passado, por ocasião do Dia Internacional da Paz ( 21 de setembro), a Comunitária colocou no ar um áudio divulgando para a comunidade a existência e as propostas do Guaxupaz . Este trabalho, feito por Leandro Vidal, atingiu muitos ouvintes que nos deram o feedback.

Este ano, na semana que antecedeu o Dia Internacional da Paz, nova campanha foi ao ar, com músicas e mensagens mobilizadoras. Com o engajamento de Leandro Vidal e Angélica Alves, as mensagens musicais continuam no ar, comprovando um dos slogans anunciados – “ a construção da paz se faz em todos os dias do ano”.

Para ouvir os “audios” da campanha da Rádio Comunitária é só acessar:

 http://www.87fm.com.br/ondas-de-paz-pela-radio-comunitaria-de-guaxupe/